Turismo

Abertas as linhas de apoio para exportadoras da indústria e turismo

Ana Tavares |
Abertas as linhas de apoio para exportadoras da indústria e turismo

O Banco de Fomento abriu esta segunda-feira, dia 18 de janeiro, as candidaturas para as novas linhas de crédito de apoio às empresas exportadoras da indústria e do turismo, com uma dotação de 1.050 milhões de euros, parte das linhas de apoio Covid-19.

Esta linha está disponível para micro, pequenas e médias empresas, incluindo empresários em nome individual, small mid cap e mid cap com atividade em território nacional continental.

Estes empréstimos têm um prazo máximo de 6 anos, e 12 meses de carência de capital. Parte do empréstimo pode ser a fundo perdido até 20% em função da manutenção dos postos de trabalho durante, pelo menos, 12 meses após a contratação, além de outros requisitos cumulativos.

Os candidatos podem concorrer até um financiamento máximo de 4.000 euros por cada posto de trabalho. As várias operações contratadas nas linhas de apoio Covid-19 «não podem exceder o dobro da massa salarial anual da empresa ou 25% do volume anual de negócios total em 2019», explica o Banco de Fomento em comunicado citado pelo Negócios.

As empresas organizadoras e de montagem de eventos têm também mais 50 milhões disponíveis para «empresas cujo volume de negócio em 2019, seja em pelo menos 30% proveniente de atividade no âmbito da montagem de eventos, seja ao nível das infraestruturas ou do audiovisual».

Nos dois casos, as empresas candidatas não podem ter sido consideradas empresas em dificuldades à data de 31 de dezembro de 2019, e não podem ter incidentes não regularizados junto da Banca, do BPF ou de entidades participadas pelo BPF e devem apresentar a situação regularizada junto da Administração Fiscal e da Segurança Social. Se tiverem dívidas vencidas após março de 2020, é garantido acesso ao financiamento, sob condição de adesão subsequente a plano de prestações.