Tribunal aprova venda da Comporta ao consórcio Amorim/Berda

Ana Tavares |
Tribunal aprova venda da Comporta ao consórcio Amorim/Berda

 

José Cardoso Botelho, diretor executivo da Vanguard Properties, explicou à VI que este negócio «implicava sempre a autorização do Ministério Público e do juiz de instrução criminal», já que 60% do Fundo Herdade da Comporta é detido pela Rioforte, holding arrestada à ordem do Tribunal desde 2015 na consequência do colapso do BES/GES. «Assim, sabemos que a venda pode ser efetivada a breve trecho».

Falando à margem da apresentação do novo projeto da Vanguard Properties “A Tower”, explicou que a aprovação «significa que acharam que o projeto foi concorrencial, idóneo, garantiu a transparência e todos os critérios que não se tinham sido considerados cumpridos anteriormente».

Reúne hoje a Assembleia Geral de participantes do Fundo da Herdade da Comporta, que vai determinar o avanço desta venda, à qual o consórcio é o único concorrente. «Os acionistas podem agora aceitar ou não a nossa proposta», que é de 158,2 milhões de euros. O responsável garante que «é a mesma proposta que apresentámos inicialmente, mantemo-la até ao fim, e os acionistas tomam agora a sua decisão».

A concretizar-se o negócio, o projeto pode avançar a partir de fevereiro, pelas contas do responsável. Tudo depende da decisão hoje tomada pelos participantes na Assembleia Geral. O investimento previsto pelo consórcio neste projeto ultrapassa os 1.000 milhões de euros.