Palacete Santiago recupera edifício do século XV

Ana Tavares |
Palacete Santiago recupera edifício do século XV

 

O Palacete Santiago é assinado pelo arquiteto João Luís Carrilho da Graça, que reinventou este edifício original de 1479, preservando o seu legado histórico, integrando uma arquitetura contemporânea. O empreendimento terá apenas 3 fogos, com zona comum de jardim, piscina e solário. Trata-se de um T3, T4 e T5+1, as duas últimas em formato duplex, com áreas entre os 251 m2 e os 358 m². A sua construção deverá ficar concluída no 2º semestre deste ano.

O edifício é comercializado em regime de co-exclusividade pela JLL e pela Porta da Frente | Christie’s. Patrícia Barão, Head of Residential da JLL, explica que «é um projeto absolutamente único. Além de harmonizar charme histórico e personalidade contemporânea, é uma proposta de habitação no contexto urbano que foi pensada para que os seus habitantes disfrutem de uma experiência intimista de refúgio dentro da própria cidade. Isto, numa envolvente histórica e com uma vista panorâmica sobre a cidade». E completa que «é uma edição limitada e que estamos certos de ter uma aceitação extraordinária».

Por seu lado, Rafael Ascenso, diretor geral da Porta da Frente | Christie’s, nota que «o Palacete Santiago, a par da a sua extraordinária localização numa das icónicas Colinas de Lisboa, assume-se como um produto bastante exclusivo e de características ímpares. Cada residência foi criteriosamente pensada e enquadra-se perfeitamente não só no perfil cosmopolita da cidade, mas também em homenagem ao prestígio e história do próprio edifício».