Paço de Valverde a concurso no programa REVIVE

Ana Tavares |
Paço de Valverde a concurso no programa REVIVE

 

Aqui poderá ser instalada uma unidade hoteleira no âmbito desta iniciativa da secretaria de Estado do Turismo, que tem como objetivo a valorização e recuperação do património público sem uso.

O anúncio da abertura do concurso foi publicado em Diário da República de 4 de dezembro. Os investidores interessados têm 60 dias para se candidatarem, sendo depois o vencedor anunciado num prazo de 120 dias a contar do termo do prazo para apresentação das candidaturas (2 de fevereiro de 2018).

Segundo este anúncio, o valor de preço base do procedimento deverá ser superior a 1,6 milhões de euros, a concluir num prazo de 552 meses. Todo o imóvel é afeto ao uso turístico, e o modelo jurídico será o de direito de superfície, cita o Publituris.

É o 4º concurso lançado no âmbito do REVIVE, depois do Convento de São Paulo, em Elvas, onde vai surgir uma unidade Vila Galé, dos Pavilhões do Parque D. Carlos I, nas Caldas da Rainha, ganho pela Visabeira, e do Hotel da Guarda, em fase de conclusão.