Novos escritórios para deputados vão custar 1.500 milhões

Ana Tavares |
Novos escritórios para deputados vão custar 1.500 milhões

 

Esta obra, de 42.000 m², chegou a estar suspensa durante quase 2 anos devido à crise e a atrasos nos pagamentos. Está a cargo da portuguesa Somague.

Segundo o DN, em causa está a construção de edifícios que visam complementar e apoiar os 220 deputados e o funcionamento da nova sede da Assembleia Nacional de Angola, inaugurada em 2015.