Grande parte dos jovens não tem acesso a habitação própria em Portugal

Ana Tavares |
Grande parte dos jovens não tem acesso a habitação própria em Portugal

 

A informação consta de um relatório da Cáritas Europa, divulgado em Lisboa esta 3ª feira, e avançado pela Lusa e pelo Expresso. Segundo o mesmo, «os preços da habitação em Portugal, quando comparados com a média dos valores dos rendimentos, são desproporcionados».

E, com a incerteza do mercado de trabalho, «os jovens não se comprometem com o arrendamento ou compra de habitação. A situação da habitação tornou-se incontrolável», nota o documento que destaca um estudo do Núcleo de Observação Social da Cáritas Portuguesa.

De acordo com o relatório, o preço das casas usadas sofreu um aumento médio de 7,1% em 2016 e de 7% apenas no 1º trimestre de 2017. Por outro lado, a maioria das habitações sociais precisa de obras de manutenção, custos estimados em mais de 50 milhões de euros.

Neste contexto, o relatório sugere que os decisores políticos «facilitem a habitação a preços acessíveis para jovens de acordo com os seus rendimentos, proporcionando-lhes a oportunidade de iniciar uma vida independente».