Fogos em licenciamento aumentam 35% em 2017

Ana Tavares |
Fogos em licenciamento aumentam 35% em 2017

 

A informação é da Confidencial Imobiliário, que a revela no âmbito da sua análise ao pipeline imobiliário, apurada no âmbito da análise e tratamento dos pré-certificados energéticos emitidos pela ADENE. Estes 27.200 fogos traduzem um total de 12.500 projetos residenciais, dos quais 81% resultantes de obra nova e 19% de reabilitação. De notar também que o número de projetos residenciais em pipeline aumentou 17% face ao ano anterior.

Só na Área Metropolitana de Lisboa, de janeiro a novembro de 2017 entraram em licenciamento cerca de 7.200 fogos, inseridos em cerca de 2.200 projetos residenciais, 80% dos quais referentes a construção nova. Aqui, o pipeline cresceu 51% em número de fogos e 30% em número de projetos face a 2016.

Já no Porto, os fogos lançados durante 2017 na AMP somaram as 4.500 unidades, mais 57% que no ano anterior, distribuídas por cerca de 1.110 projetos residenciais (mais 26% que no ano anterior). Nesta região registou-se um maior equilíbrio entre os projetos residenciais de obra nova (65%) e reabilitação (35%).

Ricardo Guimarães, diretor da Ci, nota que «o aumento no lançamento de nova oferta habitacional reflete a recuperação e os sinais positivos já dados pelo setor imobiliário. Mas reflete também as expetativas positivas para a evolução do mercado, que se espera que continue numa trajetória de crescimento, como indicam os dados relativos ao Portuguese Housing Market Survey».