Compra de casa mantém-se preferência dos portugueses

Ana Tavares |
Compra de casa mantém-se preferência dos portugueses

 

Os números são de um estudo da RentCafé, citados pelo DN, segundo os quais os preços das casas, atualmente em alta, não têm um impacto significativo nesta escolha ao longo dos anos. Entre 2010 e 2015 a percentagem de arrendatários cresceu apenas 0,4%.

A tendência é comum a outros países do Sul da Europa. Em Espanha, 21% arrenda casa, número que sobe para 24,9% na Grécia e para 27,1% em Itália. Por oposição, na Suécia e na Noruega, o arrendamento é escolhido por 30% da população.

A Suíça é o país com mais percentagem de arrendatários entre os 30 países analisados neste estudo, com uma percentagem de 56,6%. Neste país, os preços do arrendamento aumentaram 4,5% nos últimos 10 anos, ao passo que os de venda cresceram 24,3%.