Arrendamento a estudantes custa mais €120 em Lisboa que no Porto

Ana Tavares |
Arrendamento a estudantes custa mais €120 em Lisboa que no Porto

 

Segundo a plataforma de aluguer a estudantes, o preço médio da renda na cidade do Porto foi, no último ano, 120 euros mais baixo que em Lisboa, mas 80% dos senhorios da capital inclui despesas no valor mensal, face aos 56,5% dos senhorios do Porto.

Segundo o Relatório do Mercado de Arrendamento a Estudantes 2017, desenvolvido com base nos contratos de arrendamento celebrados na plataforma e informações facultadas pelos estudantes no momento das reservas, no ano passado as reservas em Portugal aumentaram 37% face ao ano anterior, numa duração média de estadia de 5,6 meses. 82% foram feitas por estudantes estrangeiros, maioritariamente europeus. A renda média mensal em todo o país registada pela Uniplaces foi de 449 euros, mais 34 euros relativamente ao valor registado em 2016. Estes valores, a par do custo de vida ou das propinas, são considerados atrativos para este tipo de estudante, em comparação com outros destinos. 

Só as reservas em Lisboa através da Uniplaces cresceram 32% face ao ano anterior. A maior parte dos estudantes procura quartos em casa partilhada, especialmente na zona de Arroios, onde a renda média de um quarto ronda os 333 euros. Em Entrecampos o valor médio é de 360 euros, e em Alvalade de 367 euros. Chega aos 416 euros, em média, na zona de São Sebastião, mais 61% que o valor médio de 2016.

A Uniplaces explica que a grande procura e pouca oferta está a aumentar os preços em Lisboa, já que a única zona da cidade onde o preço caiu 8% foi Entrecampos, que comprara com os aumentos de 13% a 61% registados nas outras zonas.

No Porto, as reservas subiram 55%, e também os quartos privados são os mais procurados, especialmente na zona de Paranhos, onde uma renda de quarto custa 250 euros, menos 7 euros que no ano anterior. As rendas médias mais altas são registadas em Santa Marinha e Santo Ildefonso, com um valor de 277 euros.

Brasileiros dominam reservas

Os estudantes brasileiros lideram a lista de nacionalidades que estuda em Portugal e escolhe a Uniplaces para procurar alojamento. Representam 15% de todos os alunos internacionais que arrendaram através da plataforma, e 46,5% completam aqui a sua licenciatura. Seguem-se os Italianos, com 9%, Alemães, com 8% ou Franceses, com 7%.

«Portugal conta atualmente com um elevado investimento nesta área, desde a abertura do novo campus da Nova SBE em Carcavelos, que terá mais de 5.000 estudantes, aos investimentos imobiliários para a construção de residências universitárias nas cidades de Lisboa, Porto e Coimbra. Neste sentido, a nossa plataforma surge como a referência que serve de elo de ligação entre estudantes e senhorios, potenciando a rentabilidade de imóveis e facilitando um arrendamento rápido, seguro e transparente», acredita André Rodrigues Pereira, Country Manager da Uniplaces em Portugal.