Carlos Leiria Pinto, Chairman da ULI Portugal
2013-03-13
Um otimismo relativo regressa ao mercado imobiliário europeu, à medida que este se adapta à “nova normalidade”
Como é habitual, todas as edições dos relatórios “Emerging Trends” apresentam um estimulante mote original, que procura captar o sentimento geral da comunidade imobiliária europeia. Em 2013,  foi adoptado o mote “No longo processo de recuperação, estamos no segundo ano”, que, pela sua deliberada ambiguidade, incentiva uma leitura cuidadosa do relatório, podendo então retirar-se como primeira conclusão que, apesar das incertezas nas perspectivas macro-económicas, o sentimento do clima de negócios na Europa é o melhor desde 2008! Aproximadamente 80% dos inquiridos acreditam que a crise na “zona euro” lhes trouxe novas oportunidades de negócio. Este optimismo relativo é temperado pela opinião generalizada de que não haverá melhoria significativa na economia europeia ou no mercado imobiliário durante 2013, com 45% dos inquiridos a considerarem que os valores de investimento deverão permanecer estagnados até 2017. Em geral, as cidades melhor classificadas constituem os grandes centros internacionais da Europa Ocidental com melhores perspetivas económicas. Em oposição, as cidades com pior desempenho estão localizadas em países no centro da crise da “zona euro” ou a braços com as consequências da crise financeira de 2008, como Atenas, Dublin, Madrid, Barcelona e também Lisboa. Os investidores privilegiam investir em zonas refúgio e, nesta medida, optam pelas cidades tradicionalmente mais seguras. As cidades alemãs dominam as perspetivas de investimento para imóveis comerciais e, desta forma, no ranking das 27 cidades europeias objeto do estudo, Munique aparece como a cidade com melhores expectativas de desempenho em 2013, seguida por Berlim que ocupa o segundo lugar no ranking, com Hamburgo na quinta posição. Como pontos positivos destas cidades os investidores referem “o forte clima local microeconómico e as condições flexíveis do mercado imobiliário”. Londres, que é vista por muitos como o último mercado europeu seguro, representa a maior subida deste ano, alcançando a terceira posição ranking. Os investidores continuam a ser atraídos pela dimensão e liquidez de seu mercado imobiliário, a estabilidade da libra e ainda pela sua capacidade de se destacar do resto do Reino Unido e dos problemas económicos da Europa. Porém, no Top10 das cidades europeias destino do investimento, para além de Moscovo surge este ano Istambul numa surpreendente 4ª posição, que se explica pelas perspectivas muito interessantes de crescimento de valorização dos imóveis nestas duas urbes. Sem surpresas, Lisboa ocupa dos últimos lugares no ranking da promoção imobiliária, posicionando-se atualmente em 24º lugar (26º em 2012). No que diz respeito às perspetivas de investimento imobiliário, Lisboa ocupa este ano a 26ª posição em relação a propriedades em carteira (2012 – 25º) e o 25º lugar no que diz respeito às novas aquisições (26º em 2012). Cerca de 57% dos inquiridos estima que em 2013 continuará a observar-se uma contração da disponibilidade de financiamento bancário para o sector imobiliário, que será, de alguma forma, contrabalançada por maiores volumes de capitais próprios. No que se refere à venda forçada ou a desconto de créditos ou activos imobiliários problemáticos detidos pela banca, será uma tendência que se manterá em 2013 segundo 66% dos inquiridos. Mas, talvez  uma das conclusões mais relevantes e para o mercado português, resulta de cerca de 53% dos inquiridos acharem que já existem excelentes oportunidades de investimento do Sul da Europa e apenas 30% discordarem. Dito de outra forma, 2 em cada 3 investidores estão de novo atentos aos mercados do Sul, acreditam que há boas oportunidades de negócios, apesar de não terem a certeza ser já este o momento correcto para a sua concretização.
SE JÁ É ASSINANTE FAÇA LOGIN
Ainda não é assinante
Garanta e acompanhe toda a informação da Vida Imobiliária, atual, rigorosa e independente.

Vantagens da assinatura Vida Imobiliária (digital+impressa)

  • Acesso a todos os conteúdos de atualidade em www.vidaimobiliaria.com
  • Informação diária da atualidade de Portugal, Angola e Moçambique
  • Subscrição de E-news de Portugal e Angola
  • Acesso a Edições eletrónicas - Acessível por PC ou tablet
  • Recebe edições impressas da revista Vida Imobiliária
  • Presença gratuita, e exclusiva, nos debates dos Almoços Vida Imobiliária.
  • Desconto 20% na Loja Vida Imobiliária
  • Oferta de livros

Vantagens da assinatura Vida Imobiliária (digital)

  • Acesso a todos os conteúdos de atualidade em www.vidaimobiliaria.com
  • Informação diária da atualidade de Portugal, Angola e Moçambique
  • Subscrição de E-news de Portugal e Angola
  • Acesso a Edições eletrónicas - Acessível por PC ou tablet
  • Escolha a modalidade que mais se adapta às suas necessidades
Digital Trimestral Digital Anual Individual Corparate Trienal
19,99€ 49,99€ 94€ 170€ 220€
- Revista digital
- Acesso a todos os conteúdos digitais
- 10 Edições digitais /ano
- Presença no website
- Desconto exclusivo na loja
- Oferta 1 livro
- Revista em papel
-Revista digital
- Acesso e lugar reservado em eventos
- Desconto exclusivo na loja
- Oferta 2 livros
- 2 Revistas em papel
- Revista digital
- Acesso digital para 20 utilizadores
- Acesso e lugar em eventos para 2 pessoas
- Desconto exclusivo na loja
- Oferta 3 livros
- Revista em papel
- Revista digital
- Acesso digital para 10 utilizadores
- Acesso e lugar em eventos para 2 pessoas
- Desconto exclusivo na loja
- Oferta 3 livros
Para prosseguir com o pedido de assinatura, realize por favor o registo. Em caso de qualquer duvida envie-nos um e-mail para gestao@vidaimobiliaria.com ou ligue-nos para o telefone 22 2085009
ASSINE JÁ