Tensai e empresário moçambicano investem no imobiliário do Porto

Ana Tavares |
Tensai e empresário moçambicano investem no imobiliário do Porto

 

Segundo o Idealista, o Acquadalva vai surgir em Paranhos, no Porto, com 217 frações T0 a T2 de construção nova, com comércio no piso térreo. A zona, junto ao Hospital de São João e das faculdades de Engenharia, Economia e Medicina, é uma das zonas onde a procura de casa é especialmente elevada.

O empreendimento ficou comercializado até 40% poucas semanas depois do início da comercialização, tendo estas frações sido vendidas a investidores. Um deles adquiriu mesmo um edifício completo, composto por 30 frações.

Isto porque o empreendimento está a ser vendido com componente de rendimento associada, de 3% a 5%. Os valores dos apartamentos, de renda e yields estimadas constam na brochura da Vila Mais. Um T0 tem um custo desde 112.275 euros, e uma renda estimada de 450 euros mensais, com uma yield de 4%. Um T2, a partir de 236.850 euros, terá uma renda de 800 euros por mês para cumprir a mesma yield de 4%.

Por outro lado, o Port Hillside Residences trata-se de um projeto de luxo em Gaia, em fase de construção mais avançada. Situado na Rua do Choupelo, próximo das caves do Vinho do Porto, terá tipologias T2 a T4 e preços a começar nos 249.000 euros para uma fração com 82 metros quadrados. A MTC, detida pela Inspired Orbit Lda, é a promotora do empreendimento.

O Acquadalva e o Porto Hillside Residence estão a ser desenvolvidos pela Living Senses. A sociedade é detida pela Inspired Orbit Lda e por Manuel Fernando Oliveira, dono da Vila Mais, empresa responsável pela comercialização dos empreendimentos. A construção está a cargo da Arliz.