Pestana investe €44M em 5 novos hotéis em Lisboa e Porto

Ana Tavares |
Pestana investe €44M em 5 novos hotéis em Lisboa e Porto

 

«Vamos reforçar o investimento em hotéis urbanos em Lisboa e Porto, marcando uma mudança no paradigma de investimento do grupo e equilibrando o nosso portfólio», afirmou José Roquette, Chief Development Officer do Pestana Hotel Group, durante o Pestana Strategy Day, que se realizou esta semana em Lisboa.

Este responsável explicou aos jornalistas que, já no próximo ano, o PHG vai abrir uma nova unidade de 4 estrelas na Rua Braancamp, com 90 quartos, 70% dos quais suites.

Em 2020, deverá abrir, junto ao Arco da Rua Augusta, uma nova unidade de 89 quartos, também esta de 4 estrelas e resultado da reabilitação de um edifício existente. Ambos os hotéis deverão funcionar sob a marca Pestana Hotels & Resorts, num negócio de arrendamento. Cada unidade vai representar um investimento de 7 milhões de euros.

Já no Porto, o PHG prepara-se para inaugurar já em novembro o primeiro City Center & Historical Hotel dedicado à filigrana portuguesa. O Pestana Porto – Goldsmith, consiste num conjunto de 5 prédios do século XIX classificados como Património Mundial, num total de 43 quartos, museu com oficina de filigrana e loja. O grupo vai ser responsável pela gestão da unidade hoteleira.

No próximo ano, abre uma nova Pousada de Portugal na Rua das Flores, também no Porto, com 87 quartos, esta propriedade do grupo e resultado de um investimento de 14 milhões de euros. No Douro, o Palácio do Freixo, com 4 estrelas e 167 quartos, também propriedade do grupo, deverá representar um investimento de 16 milhões de euros.

 

Investimento de mais de 200 milhões de euros até 2022

O Pestana Hotel Group atravessa o seu maior momento de expansão de sempre, para se tornar «numa grande cadeia internacional», num contexto turístico muito positivo a nível global e em particular em Portugal. «Estamos a internacionalizar, mas também estamos a reforçar a nossa presença em Portugal», explicou José Roquette.

O nosso país, aliás, é um dos mais baratos para investir, e é em Lisboa que o Pestana Hotel Group tem a sua unidade mais rentável por quarto, nomeadamente a Pousada de Lisboa, que soma os 40.000 euros por quarto, superando níveis de outras cidades europeias.

Ciente de que estas boas notícias são cíclicas, o grupo vai continuar a apostar na Europa, nomeadamente através da abertura, em 2023, do novo Pestana CR7 em Paris, na Rive Gauche, com 210 quartos, representando um investimento de mais de 60 milhões de euros. Nova Iorque, Madrid e Marraquexe estão também na calha, até porque o grupo tem 20 hotéis e 3.500 novos quartos em pipeline nos próximos 3 a 5 anos, 2.00 dos quais em Portugal. O EBITDAR do grupo deverá alcançar os 130 milhões de euros já este ano.

Para José Roquette, este plano de expansão ambicioso «só se consegue com uma base operacional muito forte. Durante os próximos cinco anos iremos certamente reforçar a afirmação da marca Pestana como cadeia internacional nos grandes mercados globais, sempre a par da nossa liderança em Portugal».