Ana Tavares
2016-10-27
Portugal proprietário: 75% é dono da casa onde vive, 30% tem dívidas com a casa
Mesmo depois da crise, Portugal continua a ser um país de proprietários, onde 75% das famílias são proprietárias das casas onde vivem, com um valor médio das habitações de 91.300 euros e 63.700 euros de valor médio da dívida hipotecária associada à casa.

É o que revelam os dados esta semana publicados pelo INE, baseados no Inquérito à Situação Financeira das Famílias, levado a cabo em 2013, de acordo com o qual a residência é o principal ativo real no que concerne a riqueza das famílias. Quanto mais riqueza e habilitações, maior o valor em dívida pelos imóveis.

No entanto, 30% do total das famílias tinha dívidas com garantia da residência principal, sendo este o principal tipo de dívida das mesmas, tanto em número de famílias detentoras como em valor. Em 2013, os ativos reais representavam 88% do valor do total de ativos de que as famílias residentes eram proprietárias, e 49,8% correspondia ao valor dos imóveis utilizados como residência principal. O valor dos outros bens imóveis representava 29,9%.

Este inquérito também mostra que o peso do valor da residência principal no total de ativos reais é menor nos escalões de riqueza mais elevados, de 59,4% e 22,9% no caso do penúltimo e último decil da riqueza líquida. Já no caso das restantes classes de riqueza, os valores eram superiores a 75%, e reduzem-se com o aumento do nível de rendimento.

Neste contexto, o valor da dívida hipotecária associada à residência principal tinha um peso dominante na dívida dos agregados familiares (média de 48.500 euros) de 82,4%. O peso do valor da dívida associada a hipotecas de outros imóveis era de 10,6%, e o de empréstimos não garantidos por imóveis era de 6,2%. Conforme o aumento da idade, o peso das dívidas hipotecárias associadas à residência principal no total da dívida das famílias baixava. Mas, no caso das dívidas respeitantes a outros imóveis, o valor era superior.

Compra de casa segue tendência crescente

Apesar de a concessão de crédito à habitação ter descido ligeiramente nos últimos meses, os bancos voltaram a estar abertos a este tipo de financiamento nos últimos anos, e a habitação continua a ser o principal motor do financiamento às famílias. Só em junho os bancos emprestaram 587 milhões de euros, o valor mais elevado desde janeiro de 2011, antes da chegada da Troika a Portugal. E de janeiro a agosto foram emprestados 3,7 mil milhões de euros para este fim, mais 53% que no período homólogo, o que leva a crer que 2016 pode mesmo ser o 1º ano a superar o total anual de 2011. No entanto, a TSF recorda que estes valores continuam a ser muito inferiores aos 20.000 milhões de euros que a banca emprestou em 2007 para compra de casa. 

A par de uma maior abertura dos bancos, também os depósitos a prazo têm taxas muito pouco competitivas, o que faz com que muitas famílias optem por investir no imobiliário. Já o arrendamento, que foi muito procurado durante a crise, é agora mais difícil de conseguir, especialmente nos centros urbanos, onde as rendas têm subido significativamente, por força do aumento do turismo e do alojamento local.

Por outro lado, a par da descida da taxa de juro implícita no crédito à habitação, tudo indica que as taxas Euribor continuem negativas nos próximos meses e até mesmo durante todo o próximo ano, atingindo valores mínimos históricos, que resultam em prestações mensais muito atrativas. 

SE JÁ É ASSINANTE FAÇA LOGIN
Ainda não é assinante
Garanta e acompanhe toda a informação da Vida Imobiliária, atual, rigorosa e independente.

Vantagens da assinatura Vida Imobiliária (digital+impressa)

  • Acesso a todos os conteúdos de atualidade em www.vidaimobiliaria.com
  • Informação diária da atualidade de Portugal, Angola e Moçambique
  • Subscrição de E-news de Portugal e Angola
  • Acesso a Edições eletrónicas - Acessível por PC ou tablet
  • Recebe edições impressas da revista Vida Imobiliária
  • Presença gratuita, e exclusiva, nos debates dos Almoços Vida Imobiliária.
  • Desconto 20% na Loja Vida Imobiliária
  • Oferta de livros

Vantagens da assinatura Vida Imobiliária (digital)

  • Acesso a todos os conteúdos de atualidade em www.vidaimobiliaria.com
  • Informação diária da atualidade de Portugal, Angola e Moçambique
  • Subscrição de E-news de Portugal e Angola
  • Acesso a Edições eletrónicas - Acessível por PC ou tablet
  • Escolha a modalidade que mais se adapta às suas necessidades
Digital Trimestral Digital Anual Individual Corparate Trienal
19,99€ 49,99€ 94€ 170€ 220€
- Revista digital
- Acesso a todos os conteúdos digitais
- 10 Edições digitais /ano
- Presença no website
- Desconto exclusivo na loja
- Oferta 1 livro
- Revista em papel
-Revista digital
- Acesso e lugar reservado em eventos
- Desconto exclusivo na loja
- Oferta 2 livros
- 2 Revistas em papel
- Revista digital
- Acesso digital para 20 utilizadores
- Acesso e lugar em eventos para 2 pessoas
- Desconto exclusivo na loja
- Oferta 3 livros
- Revista em papel
- Revista digital
- Acesso digital para 10 utilizadores
- Acesso e lugar em eventos para 2 pessoas
- Desconto exclusivo na loja
- Oferta 3 livros
Para prosseguir com o pedido de assinatura, realize por favor o registo. Em caso de qualquer duvida envie-nos um e-mail para gestao@vidaimobiliaria.com ou ligue-nos para o telefone 22 2085009
ASSINE JÁ